5 Melhores destinos na Europa para viajar barato

Ter em mente os melhores destinos na Europa para viajar barato pode ser uma forma de amenizar o orçamento de viagem ao velho continente. Com o euro a 3,77 (julhode 2017), uma forma de deixar a viagem mais viável é inserir no roteiro destinos mais em conta, mas não menos interessantes. Fiz isso em todos os meus mochilões na Europa. Em 2014, fiz uma viagem de um pouco mais de 2 meses. Os países de destino foram metade mais carinhos e cuja moeda é o euro, e a outra metade lugares mais em conta.

Em 2016, fiz algo semelhante em uma viagem de 3 semanas durante o inverno. Fui a Lisboa, Roma, Holanda, Romênia e Bulgária. Enquanto em Lisboa e Roma tive que ficar hospedada em hostels e manerar um pouco nas saídas a restaurantes e bares. Na Romênia e Bulgária, pude ficar em pousadas e hoteis, e fazer atividades que em outro país sairia beeem mais caro. Conseguir esquiar (com instrutor) e aproveitar bastante dos restaurantes dos destinos. Seguem então as dicas dos 5 melhores destinos na Europa para viajar barato.

Veja 5 Melhores destinos na Europa para viajar barato.
Budapeste, Hungria

Fui duas vezes a Budapeste. Uma em 2012, num mochilão depois do intercâmbio. Outra em 2014, em uma viagem com minha mamis e um de meus melhores amigos (didi <3). Ela é um dos meus lugares favoritos na Europa e são vários os motivos – além da barateza. Museus, arquitetura, os vinhos, o bairro judeu cheio de bares (os ruim pubs), um clima jovem, comida boa e muita história. Além de um custo benefício super em conta. Sair para beber e comer, fazer passeios turísticos e hospedagem saem bem mais barato que em outras capitais do continente. O motivo? A Hungria é conhecida por ter um custo de vida mais baixo e – para a felicidade de nós brasileiros – eles não usam o euro.

São Petersburgo, Rússia

São Petersburgo é o tipo de lugar que pode sair caro ou barato, depende do seu perfil de viajante. Mas, mesmo as atividades e hospedagens caras são relativamente mais baratas, quando comparadas a outras cidades grandes européias ou no Brasil. Para se ter uma noção, conseguia pagar hostel, passeios, transporte e bebida com um pouco menos de 40 euros por dia. Claro que isso faz um tempinho bom, mas uma em breve pesquisa na internet, consegui achar, por exemplo, hostels a 8 euros por noite para o verão (julho de 2017).

Melhores destinos
São Petersburgo em um dia de inverno.

Outra barateza que merece destaque são as entradas ao palácios, igrejas e museus. Existem diversos passeios que saem de graça, como a Fortaleza de São Pedro e São Paulo. Alguns pontos turísticos são gratuitos no iverno, tal como Peterhof. Mas para quem quer ver as fontes ligadas, vá no verão. E, mesmo na alta temporada, os ingressos dos lugares mais caros ainda são relativamente pagáveis, variando de 200-700 rublos. Isso daria de 3 a 11 euros (julho de 2017).

Não poderia deixar de lado o líquido precioso: a vodca! A Rússia é sem dúvida um dos melhores destinos para quem gosta da bebida e existem VÁRIAS opções na cidade super em conta. Você pode comprar em supermercado ou loja de bebidas uma (ou várias) garrafas de vodca de lembrança. Ou se gostar de sair a noite, existem bares super em conta nas ruas Lomonosova e Dumskaya, próximas a rua principal da cidade.

Veja também Preciso de visto para viajar para os países da Europa?

Transilvânia, Romênia

A Transilvânia está na minha lista de melhores destinos para ser bebada gorda feliz. É uma cidade mais fofa que a outra e com preços super acessíveis. O país faz parte da União Européia, mas não aderiu ao euro. E o custo de vida é baixo, quando comparado a outros países do bloco. Essa região centro-ocidental da Romênia, é perfeita para quem gosta de história, arquitetura, castelos, carne e vinhos. Sim, vinhos. O país, assim como a Bulgária, tem uma tradição na produção da bebida e os preços são bem acessíveis.

Melhores destinos
Brasov, na Romênia.

Nada melhor que combinar vinho com pratos de comida tradicional romena. Eles amam tanto carne que há especificado no cardápio a quantidade de carne em gramas em vários restaurantes. Quando estive na região, fui a Sibiu, Brasov e Bran em janeiro de 2016. Com hospedagem e restaurantes mais em conta, consegui comer em lugares mais legalzinhos e me hospedar em pousadas. Gastei uma média de 40 euros por dia com tudo: transporte, passeios, comida e hospedagem. Outra coisa que reparei ser bem barato foram as entradas nos pontos turísticos.

Plovdiv, Bulgária

Plovdiv é uma das cidades mais antigas da Europa. Fica localizada a 145 km da capital, Sófia. Isso dá em torno de 2 horas e pouco de ônibus ou trem. Parques em colinas, ruinas da época dos romanos, bares, arquitetura e muita história compõem bem o visual bucólico da cidade. Esta tem uma parte bem antiga com ruelas em pedra e casas antigas que contam muito sobre a história do lugar. Mas também uma parte mais urbanizada e nova, com lojas, restaurantes, praças e bares.

Melhores destinos
Uma das lindas casas do centro histórico de Plovdiv.

O custo de vida do país é conhecidamente baixo, o que reflete em preços bem amigáveis em Plovdiv. Atém mesmo real consegui trocar em uma casa de câmbio e a conversão foi melhor que se tivesse feito com euro. Comer, beber, hospedagem e passeios saíram bem baratos. Mas em grande parte também porque optei em fazer passeios mais baratos/gratuitos. Fiz, por exemplo, o free walking tour e subi duas colinas da cidade, que são praticamente parques.

Veja também 5 dicas para viajar barato e gastar pouco com alimentação.

Sarajevo, Bósnia Herzegovina

A Bósnia Herzegovina é um dos países que compunham a extinta Iugoslávia. Ela não faz parte da União Européia e é, SEM DÚVIDA, o lugar mais barato para o qual já viajei na VIDAH. Mas não é o preço bacana que faz de Sarajevo a cidade de que mais gostei em minha última viagem na Europa. A cidade é super fofa e, segundo seus moradores, é a Jerusalém da Europa.

Melhores destinos
O interior do lindo prédio de onde era a Prefeitura de Sarajevo.

Na época do Império Turco-Otomano e do Império Austro-Húngaro, a cidade era dividia em duas. Cada lado pertencia a um império e isso pode ser vistos nas claras diferenças de arquitetura das duas partes da cidade. Outra fato interessante é a presença de várias religiões convivendo na mesma cidade. Vê-se igrejas cristãs, sinagogas e mesquitas ao andar por Sarajevo, e algumas são abertas à visitação.

Conhecida pela infeliz guerra da década de 90, Sarajevo tem passeios e museus que contam a história do que aconteceu durante os anos do conflito. Para ficar melhor, a comida e, claro, o vinho deles é digna de não deixar de comentar. Não teve um bar, restaurante ou café que vi preços caros, ou que a comida estava ruim.

Gostou dos 5 melhores destinos na Europa para viajar? Tem alguma dúvida ou dica? Conte pra gente aí embaixo 😛

2 comentários em “5 Melhores destinos na Europa para viajar barato

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *