Análise da letra “Comin’ Home” – City and Colour

O City and Colour já apareceu aqui antes com um breve comentário de “Woman”. Se você não leu essa análise ainda, recomendo a leitura antes de prosseguir com a interpretação de “Comin’ Home”. Combinado?

Lançada no disco Sometimes, de 2005, talvez seja a minha canção favorita do City and Colour. Foi a primeira canção que ouvi e a sensação foi de reencontrar velhos fantasmas do passado apontando o dedo na minha cara para apontar cada fracasso vivido. Pessoas normais fugiriam de uma música assim, mas eu gosto de aprender com meus erros sem precisar ignorar que eles aconteceram.

A letra pode ser analisada de duas maneiras: a primeira, e mais simples, é um desabafo do compositor Dallas Green sobre a vida solitária na estrada, com shows em diversos lugares do país. Tudo é muito bom, mas nada é como voltar pra casa. Simples, como disse. Mas não é essa a minha forma favorita de interpretar essa letra.

Green pode ter criado uma metáfora perfeita comparando viagens e experiências com o comportamento de alguém que transou bastante com vários tipos de pessoas, mas nenhuma foi boa o suficiente para apagar a lembrança do verdadeiro amor, que por acaso, encontrou outra pessoa. Durante todo esse tempo em que estava na putaria, o narrador tinha a certeza de que tinha um porto seguro em casa e foi descobrindo aos poucos o quanto essa pessoa é especial em sua vida.

É como se nenhuma maravilha do mundo (“I’ve seen a palace in London, I’ve seen a castle in Wales”) fosse melhor do que a companhia da pessoa amada (“but I’d rather wake up beside you and breathe that ol’ familiar smell“).

Letra completa

Well I’ve been down to Georgia
I’ve seen the streets in the West
I’ve driven down the 90, hell I’ve seen America’s best
I’ve been through the Rockies, I’ve seen Saskatoon
I’ve driven down the highway 1 just hopin’ that I’d see you soon

Cause I’m comin’ home, I’m comin’ home

I’ve never been to Alaska, but I can tell you this,
I’ve been to Lincoln, Nebraska and hell you know it ain’t worth shit
I’ve been through Nova Scotia, Sydney to Halifax
I’ll never take any pictures cause I know I’ll just be right back

Cause I’m comin’ home, I’m comin’ home

I’ve seen a palace in London, I’ve seen a castle in Wales
but I’d rather wake up beside you and breathe that ol’ familiar smell
I never thought you could leave me, I figured I was the one
but I understand your sadness so I guess I should just hold my tongue

But I’m comin’ home, I’m comin’ home

I know that we’re takin’ chances, you told me life was a risk
but I just have one last question…
will it be my heart or will it be his?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.