Interpretando “Cold Water” (Damien Rice)

“Cold Water”, penúltima faixa de O, de 2002, começa no ponto baixo de “Cheers Darlin”. É como se depois de acordar da ressaca, o protagonista refletisse mais uma vez sobre o quanto está perdido (“Floating like a cannonball”).

É como se durante uma tremenda dor de cabeça na manhã seguinte o fizesse apelar para Deus e uma possível intervenção divina para orientá-lo sobre o que fazer de sua vida.

Seria o verso “Love one’s daughter” uma lembrança de “The Blower’s Daughter”? Eu não acredito nisso e também não faz grande diferença. Essa é uma música apenas para nos ajudar a entender ainda melhor todos os dramas pessoais que dominam o nosso protagonista.

“Cold Water” é um dos momentos mais pesados e tristes do debut de Damien Rice. Sua melodia nos conquista e arrasta junto para uma prece desesperada de alguém que já não sabe mais o que pode fazer para encontrar a sua paz e sossego espiritual.

Letra da música

Cold, cold water surrounds me now
And all I’ve got is your hand
Lord, can you hear me now?
Lord, can you hear me now?
Lord, can you hear me now?
Or am I lost?

Love one’s daughter
Allow me that
And I can’t let go of your hand
Lord, can you hear me now?
Lord, can you hear me now?
Lord, can you hear me now?
Or am I lost?

Cold, cold water surrounds me now
And all I’ve got is your hand
Lord, can you hear me now?
Lord, can you hear me now?
Lord, can you hear me now?
Or am I lost?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *